fbpx
metodo ancestral veneto italia ripasso della vapolicella

Um Ripasso, método ancestral do Vêneto, é o nosso vinho do mês

Valpolicella é uma sub-região de Veneto na Itália, onde se produz vinhos tintos a partir das uvas como Corvina, Rondinella , Molinara, Corvinone e Dindarella. Entre eles, estão cinco tipos de vinhos italianos muito reconhecidos mundialmente: Valpolicella Classico, Valpolicella Superiore, Valpolicella Superiore Ripasso, Amarone della Valpolicella e Recioto della Valpolicella. De lá vem o nosso vinho do mês, o Costa Mediana Ripasso, Valpolicella DOC.

O Método Ripasso

O Valpolicella Ripasso é elaborado com as mesmas uvas utilizadas na produção do Amarone ou no Recioto della Valpolicella. No caso do Amarone, as uvas são passerizadas. Ou seja, depois de colhidos os caixos são deixados em contato com o ar por três a quatro meses para que desidratem. Esse processo faz com que as uvas percam cerca de 30% a 40% do seu peso, concentrem açucares e aromas e deem maior complexidade ao vinho.

O Recioto  dela Valpolicella utiliza o mesmo método do Amarone. Aliás, ele é mais antigo que o Amarone. A diferença é que no Recioto a fermentação é interrompida antes de todo o açúcar se converter em álcool. Assim, resulta num vinho doce.

Ripasso Valpolicella é um vinho elaborado com método ancestral no Vêneto

Ripasso, em italiano, significa “repassar” numa tradução livre. É justamente a técnica utilizada na elaboração desse vinho. Ou seja, essas uvas que resultaram no Amarone (ou no Recioto) são prensadas e depois adicionadas ao Valpolicella recém fermentado para um novo processo de fermentação que vai durar entre 10 e 15 dias. Essa nova fermentação torna o vinho mais tânico, mais estruturado, mais encorpado, mais complexo, mais alcoólico, com mais cor e sabor do que o Valpolicella Clássico.

Há algumas décadas surgiu um movimento dos produtos italianos para resgatar esse método ancestral. O Valpolicella Ripasso ganhou sua própria DOC, em 2009, e vem aumentando rapidamente sua  popularidade entre os consumidores, principalmente, por ser um vinho de alta qualidade, mas mais acessível que um Amarone, por exemplo.

Região: Veneto.

Composição: Corvina, Rondinella, Molinara.

Tempo de Guarda: Envelhecimento ocorre durante 12 meses em barricas de carvalho roble Francês.

Álcool: 14%

Notas de Degustação:

Cor: Coloração rubi púrpura intenso.

Aroma: Rico em aromas de frutas vermelhas maduras e notas de especiarias.

Paladar: Um vinho de médio corpo, elegante e estruturado, seus taninos marcantes com acidez equilibrada no paladar.

Corpo: Médio.

Temperatura (para servir): 14 – 16°C

Harmonização: Carnes vermelhas assadas, marinadas e queijos de meia cura.

 

vinho italia veneto valpolicella metodo ancestral ripasso

 

 

compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 + 11 =

0
    0
    Your Cart
    Your cart is emptyReturn to Shop
    ×